Como Anda seu Nível de Estresse? – Cuidando do Templo

2361 VISUALIZAÇÕES DEIXE UM COMENTÁRIO

capa da postagemTem sido cada vez mais difícil não vivenciarmos alguns picos de estresse no nosso dia-a-dia. São as mais diversas situações que nos tendenciam a esse estado: o trânsito, as preocupações, as cobranças do trabalho, dos estudos, os horários que precisam ser cumpridos, e assim vamos vivendo um estado de aceleração contínuo.

O fato é que nem sempre conseguimos identificar quando estamos estressados, geralmente associamos isso apenas a uma crise de mau humor. Porém,como nosso corpo reage a essa sobrecarga de cobranças?

Segundo Lipp, (1996, p. 20) “Estresse é definido como uma reação do organismo, com componentes físicos e/ou psicológicos, causada pelas alterações psicofisiológicas que ocorrem quando a pessoa se confronta com uma situação que, de um modo ou de outro, a irrite, amedronte, excite ou confunda, ou mesmo que a faça imensamente feliz. É importante conceitualizar o estresse como sendo um processo e não uma reação única, …

imagesXNG9QYMWQuando nosso corpo é submetido a uma situação estressante, ele tende a produzir o hormônio do estresse conhecido como Cortisol. Em quantidades normais ele é muito importante, mas ao vivenciarmos cada vez mais situações assim, nosso organismo reage hiperestimulando a produção desse hormônio. Este tem o poder de aumentar os níveis de adrenalina no corpo, levando a um aumento dos batimentos cardíacos, da pressão arterial, tensão muscular, suores frios, aumento dos níveis de açúcar no sangue, baixa da imunidade, acúmulo de gordura, além de produzir diversas substâncias tóxicas ao corpo conhecidas como radicais livres, que tem um alto poder de deterioração das nossas células.

Mas como evitar e minimizar os efeitos nocivos do estresse? Fique atento as seguintes sugestões:

1° – Deposite no Senhor a sua confiança e não seja tão controlador das coisas que estão a sua volta.

O apóstolo Paulo em sua carta aos Romanos afirmou:  “Sabemos que Deus age em todas as coisas para o bem daqueles que o amam, dos que foram chamados de acordo com o seu propósito (Romanos 8:28 NVI). Precisamos desenvolver a consciências de que todas as coisas cooperam para o nosso bem, e se são TODAS, até as que nos são aparentemente ruins estão inclusas e há um propósito.Procure confiar no Senhor, como uma criança que é totalmente dependente de seu Pai.

Não tente mudar o resultado das coisas que não lhe cabe, e esteja sempre se perguntando: O QUE JESUS FARIA EM MEU LUGAR, NESSA SITUAÇÃO? (Mateus 6: 25-34). Evite tentar controlar todas as coisas, aprenda a “deixar pra lá”. Perdoe mais e se intrometa menos, julgue menos e se doe mais, discuta menos, critique menos e desenvolva empatia, se coloque no lugar do próximo.

Olhe as dificuldades como um instrumento do Senhor para desenvolver os frutos do Espírito na sua vida (amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança) Gálatas 5:22.

2° Desenvolva o hábito de orar por tudo!

Não estejais inquietos por coisa alguma; antes as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus pela oração e súplica, com ação de graças.”
(
Filipenses 4:6).

Desenvolva uma vida continua de oração, seja cada vez mais sincero ao falar com Deus e evite as formalidades que geram a sensação de distanciamento. Fale do que te deixa com raiva, o que te estressa, o que te revolta! Ele é seu melhor amigo e está muito disposto a lhe ajudar quando as coisas parecerem sair do controle, além de se acalmar, você desenvolverá cada vez mais intimidade com Ele.

3° Proporcione-se momentos de prazer

Tente substituir suas inquietações por momentos e atividades que lhe dão prazer. Você melhor que ninguém sabe identificar o que te gera bem-estar, procure fazê-las quando estiver se sentindo sobrecarregado. Liste todas as coisas que lhe fazem bem, seja estar com amigos, ir ao cinema, pegar uma praia. Identifique também as coisas que lhe desgastam e te fazem mal,  e depois adapte os itens da primeira lista a segunda, buscando um equilíbrio emocional.

4° – Mude os hábitos e o seu estilo de vida

Isso provavelmente você já está cansado de ouvir, logo vai além da necessidade de conscientização de que você precisa mudar algumas coisas, você precisa agir, e principalmente se exercitar.  Além da diminuição do estresse a prática de exercícios físicos gera uma série de outros benefícios ao corpo.

5° Cuide da sua alimentação

Procure ter uma alimentação balanceada e saudável, inclua cada vez mais frutas, legumes e verduras na sua dieta. E evite jejuns prolongados (ao menos que seja por um propósito especifico), pois nosso corpo entende e reage de uma forma estressante quando estamos sem nos alimentar por muito tempo.

Dessa forma você vai perceber que com a mudança de pequenas coisas, grandes resultados podem ser obtidos, logo tudo tem a ver com entender que a única pessoa que você pode mudar é a si memo. Tem a ver com temer menos e confiar mais. E essa é a única maneira de ser feliz e relaxar.

Soli deo gloria

Autor: Osnilton Gonçalves do Nascimento

Revisão: Emanuela Reis

 

AUTOR (A)

Emanuela Reis

Acadêmica de medicina, 21 anos, membro do corpo de Cristo, Igreja Batista da Glória em Teresina. Sou colunista do Cuidando do Templo e desejo ardentemente viver toda a minha vida para glorificar a Deus e desfrutá-la eternamente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>