Conhecendo o Rei: À luz da Eternidade

682 VISUALIZAÇÕES DEIXE UM COMENTÁRIO
_stairway_to_heaven-1537021

“Antes de nascerem os montes e de criares a terra e o mundo, de eternidade a eternidade tu és Deus.” Salmos 90:2

Durante um momento calmo e reflexivo que tive com Deus, meditei mais uma vez a respeito de sua constância e firmeza, tema este já falado aqui no ‘Conhecendo o Rei’. Penso agora, escrevendo a respeito, nas duas palavras que também o descrevem: “o Princípio e o Fim“.

O Senhor é algo que não pode ser compreendido por nós homens, afinal, não há princípio de sua existência, tão pouco fim. Ele mesmo é o princípio. Ele mesmo é o fim.

Estamos acostumados com a ideia de que nada é eterno, tudo um dia acaba. Esse conceito se desfaz quando decidimos mergulhar na imensidão do que Deus é; ele contraria qualquer ideia de que as coisas precisam de um fim, afinal, ele era, é e sempre será. Tudo o que ele nos apresenta traz consigo um valor imensurável, pois não acaba. Seu amor, suas promessas, sua graça, sua majestade…

Quando Moisés foi ordenado por Deus a mandar sua mensagem para os israelitas, não sabia dizer a eles quem o ordenava, qual o seu nome. E o Senhor diz: ‘Eu Sou o que Sou. É isto que você dirá aos israelitas: Eu Sou me enviou a vocês’ (Êxodo 3:14).O próprio Deus, através das Escrituras, fala a respeito de sua eternidade. “EU SOU” é um termo que usa para dizer que ele é tudo, ele é a eternidade e tudo o que nos cerca; tudo sabe e em tudo está presente.

“Porque os atributos invisíveis de Deus, assim o seu eterno poder, como também a sua própria divindade, claramente se reconhecem, desde o princípio do mundo, sendo percebidos por meio das coisas que foram criadas.” Romanos 1:20

Esse trecho de Romanos relaciona a eternidade de Deus à criação, a nós. Tudo o que Deus criou também é eterno e, mediante a sua vontade, permanecerá assim. Os seus planos não podem ser frustrados, a sua obra não para. Dessa forma, podemos acreditar que nós, seres humanos, também fomos criados para a eternidade. Rick Warren já dizia em seu livro “Uma Vida com Propósitos”:

“A Bíblia diz que Deus tem […] plantado a eternidade no coração humano.Ec 3:11  Você tem o impulso inato de ansiar pela imortalidade. Isso ocorre porque Deus o projetou à sua imagem e semelhança, para viver eternamente. Embora saibamos que com o tempo todos morreremos, a morte sempre parece anormal e injusta. A razão pela qual sentimos que deveríamos viver para sempre é que Deus condicionou nossa mente com esse desejo! Um dia, o nosso coração parará de bater.  Então será o fim de seu corpo e de seu tempo na terra; mas não será o fim. Seu corpo terrestre é apenas uma residência temporária habitação, mas se refere ao nosso futuro corpo como uma “casa”. A Biblia diz: De fato, nós sabemos que, quando for destruída esta barraca em que vivemos, que é o nosso corpo aqui na terra, Deus nos dará, para morarmos nela, uma casa no céu. Essa casa não foi feita por mãos humanas; foi Deus quem a fez, e ela durará para sempre.II Cor 5:1″

Muitos pensam que a vida acaba, quando morremos; contudo, Deus não nos fez para viver apenas o aqui-agora, ele nos fez para sermos eternos, como ele é. Dessa forma, as escolhas que fazemos enquanto presentes na Terra determinarão o nosso futuro e assim, a nossa morada perpétua.

Deus é eterno e tem plantado a eternidade em nosso coração, assim, vivamos cada dia com o nosso pensamento firmado no alvo, que é o nosso futuro depois dessa primeira e passageira vida.

 

AUTOR (A)

Rayanne C Antunes

18 anos, pernambucana, acadêmica de Engenharia, membro da Comunidade Cristã Evangélica, colunista do Servos de Jesus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>