Conhecendo o Rei: A soberania de Deus nos leva à verdadeira adoração

4677 VISUALIZAÇÕES 1 Comment
aslan_narnia_by_falconfliesaloned36ix7s

“Respondeu-lhes José: Não temais; acaso, estou eu em lugar de Deus?” Gênesis 50:19

“Ao que está assentado no trono, ao cordeiro seja o domínio, a honra, a glória e o poder.” Com que frequência dizemos isso ao Senhor, nos últimos dias? E se dizemos, do quão profundo vêm tais palavras? São sinceras? Verdadeiras? Ou são ditas de qualquer jeito? Ou não passam de palavras ao vento?

Meus irmãos, tenho andado refletindo no que tem acontecido nesse presente tempo em que vivemos, nas coisas que nos cercam, e vejo o quanto temos rejeitado a soberania de Deus. Discuto sobre esse tema hoje, pois talvez saibamos dessa soberania, mas não a conheçamos. Aliás, temos tratado o Senhor de maneira indigna, não temos o adorado verdadeiramente, não temos dado o nosso melhor.

Estamos nós no lugar de Deus? O evangelho de Cristo é algo poderoso em nossa vida, mas tem sido brincadeira na de muitos. Estamos trocando o reino pelo reinado e isso cotidianamente nos afasta da essência da adoração, que é Cristo Jesus.

Em primeiro lugar, sabemos que viver o evangelho é uma escolha. Embora Deus já nos tenha escolhido desde o princípio, viver a sua Palavra e amá-la trata-se de uma decisão nossa. E, quando de fato decidimos andar com Cristo, devemos fazer isso de forma respeitosa e honrosa, reconhecendo o poder e a majestade do nosso Senhor e nos colocando em nosso devido lugar.

Quando reconhecemos que Deus é soberano, enxergamos de fato que ele é Deus, o rei dos reis e Senhor dos Senhores, e nós nada somos. O primeiro passo para ser um verdadeiro adorador, que o reverencia e o honra, é se render aos seus pés e por inteiro se entregar. Quando enxergamos o quão grande Deus é, o nosso caráter é revelado. A sua luz revela quem de fato somos e o que fazemos.

Tomamos como exemplo na Bíblia o apóstolo Paulo; o mesmo que disse:  “sejam meus imitadores, assim como eu sou de Cristo”, disse também: “Miserável homem que sou!” e ainda “O que quero não faço e o que não quero faço”. Assim como Isaías que, ao ver o Senhor assentado sobre um alto e sublime trono, não hesitou em dizer: “Ai de mim! …Sou homem de lábios impuros e habito no meio de um povo de impuros lábios!”.

Mais uma vez, a glória do Senhor revela quem somos e é por isso que, dia após dia, precisamos buscar um relacionamento de intimidade com o Rei e assim, sermos tratados por suas poderosas mãos.

Em tempos difíceis, reconheçamos o soberano e eterno Deus, meditemos na sua Palavra, nas suas obras e analisemos como tem sido a nossa adoração. De que maneira temos dado a ele a honra e glória devidamente merecidas. Saibamos também que nada do que possamos dá-lo, já não seja dele. Tudo o que fazemos é devolvê-lo o que sempre o pertenceu!

“Ó profundidade da riqueza, da sabedoria e do conhecimento de Deus! Quão insondáveis são os seus juízos, e quão inescrutáveis os seus caminhos! Pois, quem conheceu a mente do Senhor? Quem se tornou seu conselheiro? Quem primeiro lhe deu alguma coisa, para que Ele lhe recompense? Portanto dele, por Ele e para Ele são todas as coisas. A Ele seja a glória perpetuamente! Amém.”

Romanos 11:33-36

 

RELATED ITEMS
AUTOR (A)

Rayanne C Antunes

18 anos, pernambucana, acadêmica de Engenharia, membro da Comunidade Cristã Evangélica, colunista do Servos de Jesus.

1 Comment
  1. hip hop recording studios Phoenix

    4 de agosto de 2015 at 09:54

    Hey very interesting blog!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>