Que tal uma música?? – Cuidando do Templo

660 VISUALIZAÇÕES DEIXE UM COMENTÁRIO

images (16)Quem nunca ouviu a expressão: “Quem canta seus males espanta”? Pois é, além de entretenimento e prazer, a música traz benefícios a saúde – relaxa, acalma, melhora a memória, alivia dores, melhora a qualidade de vida e ajuda no tratamento de várias doenças. Há muitos anos a música é utilizada como terapia, mas foi após a Segunda Guerra Mundial que se iniciou pesquisas na área e em 1944 foi criado, nos Estados Unidos, o primeiro curso de musicoterapia.

A musicoterapia é a utilização da música e de seus elementos constituintes, ritmo, melodia e harmonia, por um musicoterapeuta qualificado, com um cliente ou grupo, em um processo destinado a facilitar e promover comunicação, relacionamento, aprendizado, mobilização, expressão, organização e outros objetivos terapêuticos relevantes, a fim de atender as necessidades físicas, emocionais, mentais, sociais e cognitivas. A musicoterapia busca desenvolver potenciais e/ou restaurar funções do indivíduo para que ele ou ela alcance uma melhor qualidade de vida, através de prevenção, reabilitação ou tratamento (World Federation of Music Therapy).

O nosso corpo produz alterações em resposta a música: pressão sanguínea, a respiração e os batimentos cardíacos acompanham o ritmo tocado. Além disso a música estimula o corpo caloso, estrutura que comunica os dois hemisférios cerebrais, melhorando a criatividade, bem como o sistema límbico, que é responsável pelas emoções, aperfeiçoando a socialização e a produção de endorfina. Sendo por esse motivo utilizado no combate a doenças que alteram o humor tais como à depressão, à ansiedade e o estresse.

Essa terapia é utilizada em empresas, escolas, hospitais psiquiátricos, centros de neurologia, centros de atenção a idosos e durante o trabalho de parto, mostrando grandes benefícios. A trilha sonora é construída pela paciente e pelo terapeuta, com a finalidade de alcançar as necessidades e objetivos estabelecidos.

É importante resaltar que a musicoterapia não pode ser feita sozinho, em sua casa. Ela é realizada por um profissional habilitado e um ambiente propício. Porém, é valido dizer que ouvir música, mesmo que não tenha um fim terapêutico, promove benefícios à saúde. Então, faça seu próprio repertório, escolhas suas músicas preferidas e ouça no carro, em casa ou durante o intervalo no trabalho.

Soli do gloria

Autora: Emanuela Reis

AUTOR (A)

Emanuela Reis

Acadêmica de medicina, 21 anos, membro do corpo de Cristo, Igreja Batista da Glória em Teresina. Sou colunista do Cuidando do Templo e desejo ardentemente viver toda a minha vida para glorificar a Deus e desfrutá-la eternamente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>